Anote com carinho este termo: KPIs de vídeo. Esse é um baita recurso no planejamento de negócios online. Se você ainda não conhece, saiba que os Key Performance Indicators (Indicadores-Chave de Performance) mostram tudo o que está dando certo e o que precisa ser melhorado nos seus conteúdos.

Eles são essenciais para o monitoramento constante de desempenho. Como já disse Peter Drucker — considerado o pai da administração moderna —, “o que se mede, se administra”. Quando se trata de vídeos, essa ideia é ainda mais importante. Quer entender melhor? Então, acompanhe!

O que são KPIs?

Os KPIs são valores mensuráveis sobre o desempenho do negócio e servem para gerar insights estratégicos. Você pode avaliar a performance do site, a recepção dos seus conteúdos, a percepção acerca da empresa e por aí vai.

Quais as funções dos KPIs de vídeo?

Os KPIs de vídeo são todos os indicadores que ajudam a avaliar o desempenho de conteúdos audiovisuais. Acredite: isso é fundamental. Um dos maiores erros que produtores de vídeos podem cometer é simplesmente publicar o material e deixar por isso mesmo.

Como você deve saber, o formato de vídeo é altamente promissor no universo do conteúdo e, por isso mesmo, o que não falta é concorrência por aí. Sabendo disso, você quer acertar em cheio junto ao seu público, não é? Claro que sim! Os indicadores de performance, então, ajudam a:

  • acompanhar sistematicamente os objetivos;
  • visualizar os pontos de melhoria nos vídeos;
  • gerar embasamento para decisões estratégicas;
  • fornecer dados concretos sobre o desempenho do conteúdo;
  • otimizar o alcance do seu negócio;
  • melhorar o relacionamento com o cliente etc.

Quais são os principais KPIs de vídeo?

Basicamente, qualquer métrica pode se tornar um KPI, desde que mostre relevância para as tomadas de decisão do negócio. Veja alguns dos indicadores mais utilizados na produção de vídeos:

  • taxa de cliques (CTR) — percentual de cliques em anúncios do Google AdWords ou nas redes sociais em relação ao número de exibições;
  • custo por clique (CPC) — valor total gasto com as campanhas pagas dividido pelo número de cliques;
  • custo por clique efetivo (CAC) — valor total gasto com a estratégia dividido pelo número de novos clientes adquiridos;
  • impressões de taxas de cliques (CTRi) — taxa de cliques para uma página direcionada em relação ao número de impressões (exibição até qualquer momento do vídeo);
  • visualizações de taxas de cliques (CTRv) — taxa de cliques para uma página direcionada em relação ao número de visualizações (exibição até o fim do vídeo);
  • taxa de visualização (view rate) — quantas vezes o seu vídeo foi exibido em relação ao número de vezes em que foi acessado;
  • taxa de exibição (view through rate) — a quantidade de minutos assistidos em relação ao número de acessos, o que demonstra se as pessoas não estão desistindo do conteúdo antes do fim;
  • custo por visualização (CPV) — valor total gasto com as campanhas pagas dividido pelo número de visualizações acima de 30 segundos;
  • valor de vida útil do cliente (LTV) — previsão do lucro médio gerado por cada consumidor durante todo o relacionamento com o seu negócio;
  • inscrições — quantas pessoas se inscreveram no seu canal no YouTube ou curso EAD após o consumo de algum conteúdo;
  • downloads — o número de materiais baixados pelos usuários;
  • engajamento — número de interações dos usuários, como compartilhamentos e comentários.

Agora, para dar conta de acompanhar periodicamente todos esses KPIs de vídeo, é fundamental contar com uma plataforma automatizada. Melhor ainda se, além de colher dados, essa plataforma gerar relatórios que ajudam a visualizar melhor os resultados e analisar esses números com eficiência.

Por isso, que tal conhecer os diferenciais que a Elore tem para melhorar ainda mais o desempenho dos seus vídeos! É fácil: visite o nosso site!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário