Com a chegada das festas de fim de ano, é de praxe avaliar o ano que passou e pensar nos projetos para a nova fase que se inicia, não é? Muita gente acaba revisitando aquela vontade de empreender e ter mais autonomia profissional. Por isso, que tal conhecer algumas ideias de negócios lucrativos?

Afinal, o primeiro passo desse planejamento de negócio é escolher em qual nicho você quer atuar. Lojas virtuais, restaurantes saudáveis, produtos digitais: essas são algumas opções que estão com tudo para 2020. Acompanhe este texto para conhecer melhor cada uma e escolher a que mais combina com você!

Lojas virtuais

Hoje em dia, se um negócio não tem uma loja virtual está ultrapassado. É claro que muita gente ainda gosta de ir a lojas físicas, olhar os produtos com as mãos e experimentá-los. No entanto, a tendência é que os e-commerces se tornem cada vez mais protagonistas no mercado.

Para que você tenha uma ideia, de acordo com um levantamento da NZN Intelligence, 74% dos brasileiros com acesso à internet preferem realizar compras online. As possibilidades não são poucas. Basicamente, qualquer produto pode ser vendido virtualmente. Algumas ideias são:

  • cosméticos e perfumaria;
  • artigos de vestuário;
  • objetos de decoração;
  • produtos artesanais;
  • comidas e bebidas etc.

Franquias

As franquias também são negócios lucrativos e a tendência é de crescimento. Afinal, com a globalização, a difusão de grandes marcas se dá com facilidade por meio de unidades espalhadas pelo mundo. Segundo informações da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o setor de franquias cresceu 6,3% no terceiro trimestre de 2018, em relação a 2017.

Não pense que esse é um investimento impossível. Existem franquias dos mais variados valores, sendo que, incluindo uma reserva bacana para capital de giro, é possível abrir uma a partir de R$50 mil, aproximadamente. Quanto mais lucrativa e famosa a marca, mais alto é o investimento.

Clubes de Assinatura

Os clubes de assinatura estão com tudo! Veja só: de acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), esse tipo de negócio cresceu nada menos que 167% entre 2014 e 2018, em números divulgados pela Folha de São Paulo.

Se você não sabe do que estamos falando, é só se lembrar daqueles clássicos clubes de cerveja ou de vinho que seus pais assinavam antigamente. Hoje em dia, as possibilidades se expandiram e já há clubes para todos os gostos:

  • itens para pets;
  • roupas;
  • livros;
  • artigos geek;
  • decoração etc.

O funcionamento dos clubes garante muita praticidade para os assinantes: mediante um pagamento mensal ou anual, você recebe, todos os meses, uma caixa repleta de artigos surpresa sobre algum hobby pessoal. É como ganhar um presente de si mesmo!

Para investir nesse tipo de negócio, as estratégias digitais de marketing e vendas são bem-vindas em absolutamente todos os passos, desde a prospecção de clientes até a nutrição do relacionamento com os assinantes.

Alimentação saudável

Sabia que 8 em cada 10 brasileiros queriam ter uma alimentação mais saudável? É isso o que nos diz o levantamento realizado, em 2017, pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), divulgado pela revista Veja. Por outro lado, 38% dos entrevistados na pesquisa afirmaram não ter tempo para cozinhar.

Sente cheiro de oportunidade no ar? Sim! Empreendimentos voltados para a alimentação saudável estão entre as opções de negócios lucrativos em 2020, pois unem o útil ao agradável: soluções prontas e rápidas para as refeições do dia a dia, mas que fazem bem à saúde, ao contrário dos fast-foods.

Entre as ideias estão:

  • restaurantes de pratos saudáveis;
  • delivery de “marmitas do bem”;
  • food trucks fitness;
  • negócios voltados para o ultracongelamento de legumes;
  • comércio de produtos orgânicos, e por aí vai.

Brechós 2.0

Na mesma pegada dos negócios voltados para a alimentação saudável, que vieram para reformular o conceito de comida pronta, estão os chamados brechós 2.0. Trata-se de uma nova cara para os já conhecidos pontos de venda de roupas usadas, mas muito mais modernos e “chiques”.

Como mostra a reportagem da IstoÉ, os lucros no mercado de roupas usadas tende a superar o de lojas tradicionais até 2028, com um faturamento estimado em 64 bilhões de dólares, nos EUA. Um dos fatores responsáveis por esse sucesso todo são as crescentes discussões sobre o consumo consciente e a sustentabilidade.

Afiliação de produtos

Já ouviu falar em programas de afiliados? É simples: hoje em dia, os produtos digitais estão com tudo. Eles são qualquer tipo de arquivo ou conteúdo criado e comercializado virtualmente, como e-books, vídeos, aplicativos, podcasts etc. Com o crescimento desse novo modelo de produto, também se consagrou o papel do afiliado.

Esse profissional se responsabiliza pela divulgação do produto digital e, conforme os resultados de suas iniciativas de marketing, ganha comissões previamente acertadas com o dono do infoproduto.

Como a grande característica da afiliação é a divulgação, o profissional que decide empreender nessa área precisa estudar técnicas de venda e de marketing para atrair consumidores. Por isso, muitos mantêm estratégias digitais, como a produção de conteúdo em blogs, o e-mail marketing, entre outros.

Cursos online

Você já fez algum curso a distância? Se ainda não, saiba que é uma exceção. O mercado EAD cresce em ritmo acelerado no Brasil, tanto é que o último Censo da Educação Superior mostrou que as matrículas em cursos de graduação presenciais aumentaram 25,9% entre 2008 e 2018, enquanto na EAD esse percentual foi de 182,5%. Isso mesmo, você leu certo!

Contudo, não é só na educação superior que a modalidade a distância faz sucesso. Os cursos livres são muito procurados para complementar o currículo ou até mesmo para proporcionar o aperfeiçoamento pessoal. Para se tornar um infoprodutor, você precisa ter algumas características, como:

  • ter algum conhecimento para transmitir;
  • ter vontade de ensinar;
  • ser comprometido com a qualidade do curso.

Se você não é lá o melhor vendedor do mundo, não se preocupe. Muitos produtores digitais contam com a parceria de afiliados para a divulgação dos cursos. Para deixar esse trabalho ainda melhor, é bom contar com uma boa plataforma de comercialização das aulas.

E aí, gostou dessas ideias de negócios lucrativos para empreender em 2020? Se você se identificou com o perfil de produtor digital e acha que é uma boa começar um curso online, ótimas notícias: a Elore é uma plataforma inovadora e muito prática para comercializar aulas EAD.

Por isso, entre em contato conosco e conheça nossos diferenciais! Assim, você conseguirá tirar de vez esse plano do papel.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário