Duas questões que geram muitas dúvidas no lançamento de um cursos online são: a precificação de um curso online e o cálculo do retorno sobre o investimento (ROI) do conteúdo. Isso acontece muitas vezes porque muito do investimento é realizado em horas de trabalho, outras vezes porque alguns aspectos que devem constar nos custos são esquecidos. No online, tudo é muito variável, inclusive os custos.

Neste post, você irá aprender a calcular o Retorno Sobre Investimento (ROI) do seu curso online, bem como entender tudo o que você precisa levar em consideração na hora de precificá-lo!

Sei que o título sugere que comecemos pela precificação. Porém, vamos começar pelo ROI, já que, para descobrí-lo, basta aplicar uma fórmula. Mas antes, deixa eu te contextualizar rapidamente sobre o que é o ROI, caso você nunca tenha ouvido falar sobre isso.

 

O que é ROI?

O ROI, Retorno Sobre Investimento, representa o quanto um produto, serviço ou empresa está dando de retorno. Ou seja, se está se obtendo lucro ou prejuízo, a partir do investimento realizado.

Assim, é possível ter clareza em relação a quais investimentos valem mais a pena para o seu negócio e otimizar ações. No caso de infoprodutos, entender quais dos seus cursos online geram um melhor resultado e analisar que ações foram realizadas para gerar este retorno positivo.

 

Como calcular o ROI?

Para saber o ROI do seu curso online, você precisa da seguinte fórmula:

Se esse valor for acima de zero, você está tendo um retorno positivo. Ou seja, o investimento foi pago! Caso você queira saber a porcentagem do seu ROI, basta multiplicar esse valor por 100.

Por exemplo: Se você investiu R$ 1.000,00 reais no seu curso online (considerando todos os custos, desde a produção até a divulgação) e conseguiu R$ 2.000,00 de receita líquida em vendas, o calculo para descobrir o seu ROI seria:

2.000 – 1.000 / 1.000 = 1

Em porcentagem, esse ROI seria: 1 x 100 = 100%

Ou seja, você lucrou o mesmo valor que investiu.

 

Como levantar os dados para calcular o ROI?

Calcular o ROI é fácil, basta você conhecer essa fórmula. Porém, para aplicá-la e obter dados fidedignos, você precisa conhecer, com precisão, todos os custos que envolvem o infoproduto, desde a produção até a divulgação. É importante também levar em consideração para o cálculo a receita líquida real. É aí que o cálculo se torna complicado, pois nem sempre temos esses dados.

Para te ajudar no processo, seguem algumas coisas que devem ser levadas em consideração na hora de calcular cada um dos elementos do ROI:

  • Receita líquida (quanto você ganhou):
    • Leve em consideração o lucro líquido do infoproduto, ou seja, seu resultado em vendas (faturamentos), subtraindo todos os impostos e taxas envolvidas para você recebê-lo de fato.
  • Quanto você investiu (custos):
    • Taxas do Gateway de pagamento
    • Impostos para emissão de Nota Fiscal (se for o caso)
    • Valor da plataforma que o curso está hospedado (Rateado)
    • Valor de produção do conteúdo
      • Estúdio (se for próprio, equipamentos rateados)
      • Edição
    • Investimento em divulgação:
      • Valor investido em campanhas pagas (Google Ads e Facebook Ads)
      • Valor investido em influenciadores digitais para divulgação do curso

 

Muitas vezes, o investimento para um curso online vai bem além do monetário. Se você quiser, pode estipular um valor para a sua hora trabalhada e inserí-lo nos custos do curso também.

Se você for o produtor, talvez seja mais difícil chegar a esse valor. Porém, se você for afiliado no infoproduto ou revendedor do curso online, no caso do Elore Marketplace, esse cálculo fica mais simples, já que os custos de produção são substituídos pelo custo de aquisição do conteúdo, que é fixo e você já tem conhecimento desde a hora que escolhe o conteúdo.

Na previsão de custos, você deve ter observado que elencamos investimento em campanhas pagas de Marketing. Se você ainda não trabalha com essa modalidade de divulgação, é importante considerar investir, pois trata-se de uma das maiores forças de vendas para infoprodutos.

É importante salientar que esses custos de investimento devem ser levados em consideração não apenas para calcular o ROI do curso, mas também são um dos pilares para a precificação de cursos online.

 

Como precificar meu Curso Online?

Para precificar o curso online, você pode utilizar a técnica dos três Cs: Custo, Cliente e Concorrência.

 

Custo:

Devem ser levados em consideração todos os custos envolvidos no curso online, desde a produção até a divulgação. Alguns custos comuns em infoprodutos foram citados acima.

É importante ressaltar que esses valores devem ser rateados por curso. Por exemplo: Se você possui uma plataforma como a Elore para hospedar todos os seus infoprodutos, você deve ratear o custo mensal da plataforma por aluno e levar em consideração esse valor na hora de precificar o conteúdo.


Cliente:

No fator cliente, deve ser levada em consideração a demanda pelo assunto/tema do curso. É necessário que você identifique a persona deste conteúdo e pesquise o que ela está falando sobre o assunto; se há busca por conhecimento nessa área, se as pessoas estão dispostas a aprender online e principalmente o quanto elas estão dispostas a investir para adquirir o conhecimento que você transmitirá no curso.

Se você já possui clientes (alunos), faça uma pesquisa com eles para entender qual a perspectiva deles em relação ao seu conteúdo e inclua nessa pesquisa a média de investimento que eles estão dispostos a pagar em um curso online como o seu.

 

Concorrência:

Para conhecer a Concorrência, é necessário mapear conteúdos similares já existentes e observar o que já tem de gratuito no mercado, qual o valor dos conteúdos pagos com o mesmo tema e o que as pessoas estão falando sobre esse tipo de conteúdo.

Pesquise se há cursos presenciais na área e veja quais são os valores. Normalmente, cursos online são mais baratos que presenciais.

 

Conhecendo bem os 3 C’s, você poderá chegar a uma média do que é cobrado pelo mercado e aceito pelo seu cliente, definindo o preço do seu curso.

Na primeira turma, é possível ser necessário dar descontos de até 50%, pois você ainda precisa de validação do público em relação aquele produto e como lançamento, uma estratégia de descontos pode ser bem interessante por determinado período. Não esqueça de considerar, principalmente, os custos do curso na hora de ofertar esse desconto!

 

Conclusão

Sabendo de todos os custos que envolvem a veiculação do seu curso online, é possível calcular o ROI do conteúdo. Ou seja, entender se ele está lhe dando lucro ou prejuízo. De posse dos custos, você também pode precificar o conteúdo, basta levar em consideração o que a concorrência está praticando e quanto a sua persona (clientes) está disposta a investir em cursos online como o seu.

Assim, fica fácil perceber que você tem uma tarefa urgente: levantar todos os custos envolvidos na produção e veiculação do seu curso online. Então, mãos à obra! Desejo à você um excelente resultado!

 

 

1 comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário